• Lamvie

Apanhei e não morri

Você já ouviu essa frase: "Ah, mas eu quando era pequeno, apanhei e não morri!" ?



Muitas vezes o comportamento de bater nos filhos, com o intuito de educar já está internalizado, devido a padrões presente nas gerações anteriores, porém convenhamos, hoje temos muito mais informações a respeito disponíveis do que na época de nossos avós por exemplo .


O ato de bater na criança muitas vezes ensina ela o respeito pelos motivos errados, que é o medo e não por ter feito algo inadequado. Façamos um exercício, como você se sente após bater no filho?


Quando fazemos algo que nos faz sentir mal depois é porque provavelmente não foi a melhor forma de agir, geralmente são pais que apanharam e quando batem todo sentimento de mágoa e impotência vem a tona, mesmo sentimento esse da criança que apanha.



O diálogo é o melhor caminho, porém sabemos que pode ser muito difícil a mudança de um comportamento enraizado através de gerações, por isso é muito importante buscar ajuda, principalmente quando os pais sentem que estão perdendo o controle da situação. Bianca Berlim Zambon | Psicóloga e Psicopedagoga | CRP 08/18223


#psicolamvie#lamvie#saudeinfantil#desenvolvimentoinfantil#psicologiainfantil#pedagogia#psicopedagogia#crianças

0 comentário

Posts recentes

Ver tudo